08 março 2013

Você, eu... mulheres!

Minha avó era um tipo de mulher; minha mãe, outra e eu...
ixiiii eu sou uma mulher bem diferente das anteriores.

Isso é bom? É ruim? É melhor? É pior?

Não sei... não estava/estou na pele delas pra saber o que viveram, sentiram ou pensaram.

Simplesmente sou mulher, e isso, somado a um tanto mais de coisas me constitui com um ser humano que vive, sente e pensa. Isso sim posso categorizar: é maravilhoso!

Não importa que tipo de mulher você é, ser quem você é torna tudo diferente, torna tudo maravilhoso!

Parabéns por todos os dias que você acorda você. ^^

Di Cavalcanti - Mulheres Protestando


Eu sou aquela mulher
a quem o tempo muito ensinou.
Ensinou a amar a vida
e não desistir da luta,
recomeçar na derrota,
renunciar a palavras
e pensamentos negativos.
Acreditar nos valores humanos
e ser otimista.
Cora Coralina

2 comentários:

  1. "Eu sou aquela mulher a quem o tempo muito ensinou. Ensinou a amar a vida e não desistir da luta, recomeçar na derrota, renunciar a palavras e pensamentos negativos. Acreditar nos valores humanos e ser otimista."

    Lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostei muito dessa frase! :)

      Excluir

Seu comentário é muito importante!
Através dele, analiso como andam as coisas por aqui,
não deixe de compartilhar sua opinião!

"Falar é completamente fácil, quando se têm palavras em mente que expressem sua opinião. Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá."

Carlos Drummond de Andrade